Biografias

Santa Claudine Thévenet

A Santa Claudine Thévenet foi a segunda de uma família de sete crianças, nascida em Lyon, França, em 30 de Março de 1774. Foi batizada na igreja St. Nizier na mesma cidade.
Seu pai, Philibert Thévenet, nascido em 1734, foi um negociante em Lyon e sua mãe, Marie Antoinette Guyot de Pravieux, pertencia ao mundo da indústria da seda, casaram-se em 1770 e, em 1773, nasceu o primeiro filho, Louis-Antoine, Claudine o segue em 1774, em seguida nasceu François-Marie, em 1975. A seguir, em 1777, nasceu Françoise-Elisabeth (Babet), em 1779 nasceu Elisabeth-Françoise (Fanny), a seguir Jean-Louis em 1780 e, então, Eléonore-Antoinette, em 1782.
A família Thévenet pertencia a burguesia e ao mundo dos negócios. Sua infância não foi dentro do luxo e ela viveu com uma real preocupação com a caridade.
Claudine evolui pacificamente dentro de um meio profundamente cristão. Desde muito pequena seu prenome tornou-se Glady, pois seu nome era muito pronunciado como Glaudine, daí Glady.
Com oito anos, Glady era capaz de cuidar de seus irmãos e irmãs, que lhe dão o sobrenome de “Pequena Violeta”. Sua infância é misturada de um clima de amor, de felicidade e amizade no seio de uma família que cultiva numerosas relações entre amigos e parentes.


Clique em download para ter acesso ao conteúdo integral.

Download PDF