Artigos

Calendário Eclesiástico

O fundamento de qualquer calendário é o movimento percebido e a relação de troca de nosso
mundo relativo para com o cosmos que o circunda. Por milhares de anos a humanidade tem imposto
sobre esta conveniente marcha cíclica um significado: uma estória tem sido vista na dança do céu,
um drama de redenção tem sido lido na luminosa, obscura rotação da terra, lua e estrelas. É claro
que, na verdade, esta estória não se deriva da vastidão do céu, mas do centro de nosso próprio ser.


Os ciclos litúrgicos que a humanidade tem marcado no tempo, com festivais e calendário
estacionais, podem ser examinados, de forma útil, como reflexos de nossa própria paisagem
interior: eles têm a sua origem em nós e são projetados extremamente de sua verdadeira fonte na
alma humana.


Clique em download para ter acesso ao conteúdo integral.

Download PDF