Poemas

Ditos de Luz Interior

Sociedade das Ciências Antigas
Ditos de Luz Interior
São João da Cruz


Deus prefere de ti o menor grau de pureza de consciência
do que todas as obras que possas fazer.
Deus estima mais em ti que te inclines à aridez e ao sofrimento
por seu amor do que todas as consolações e visões espirituais que possas ter.
Agrada mais a Deus a alma que na abstinência e na tribulação
se sujeita à razão do que aquela que, faltando nisso, faz tudo com consolação.
A mosca que pousa no mel impede seu próprio vôo;
a alma que se apega ao sabor do espírito impede a sua liberdade e a sua contemplação.
Não tenha as criaturas presentes em ti,
se quiseres guardar clara e simples na tua alma a imagem de Deus;
mas esvazia teu espírito e libera-o delas o mais que puderes,
e andaras na luz divina, pois Deus não lhes é semelhante.
A alma enamorada é suave, mansa, humilde e paciente.
A alma insensível no seu amor-próprio endurece.
Um só pensamento do homem vale mais que o mundo inteiro;
portanto, só Deus é digno dele.
Meu espírito secou, pois esqueceu de se alimentar de ti.
Senhor meu Deus, não és estranho para aquele que não se afasta de ti;
como se diz que és tu que te ausentas?
Na tribulação, recorre logo a Deus com total confiança,
e serás confortado, esclarecido e instruído.
Entrega-te ao repouso afastando de ti todo cuidado,
sem te preocupares em nada com tudo o que acontece;
assim, servirás a Deus como ele gosta e nele gozarás.
Lembra-te de que Deus só reina na alma pacífica e desinteressada.


FIM


Clique em download para ter acesso ao conteúdo integral.

Download PDF