Poemas

A Procura

Andei pelos caminhos da Vida,
caminhei pelas ruas do Destino
procurando o meu Signo.
Bati na porta da Fortuna
mandou dizer que não estava.
Bati na porta da Fama
ela não quis me receber.
Procurei a morada da Felicidade
a vizinha da frente me avisou
que ela se mudou sem o novo endereço.
Procurei a morada da Fortaleza
ela me fez entrar: deu-me veste nova,
perfumou-me os cabelos,
fez-me beber de seu vinho.
Acertei o meu caminho.



Clique em download para ter acesso ao conteúdo integral.

Download PDF