Poemas

Poema 1 - S. João da Cruz

Poema
São João da Cruz


“Para chegar a saborear tudo,
Não queiras ter gosto por nada.
Para chegar a saber tudo,
Não queiras saber de coisa alguma.
Para chegar a possuir tudo,
Não queiras possuir nenhuma coisa.
Para chegar a ser tudo,
Não queiras ser nada.
Para chegar a não ter gosto,
Deves ir por onde não gostes.
Para chegar ao que não sabes,
Deves ir por onde não sabes.
Para chegar a possuir o que não possuis,
Deves ir por onde não possuis.
Para chegar ao que não és,
Deves ir por onde não és.
Quando te demoras em alguma coisa,
Não estás te lançando em direção a tudo.
Para chegar inteiramente a tudo,
Em tudo deves te abandonar.
E quando chegares a ter tudo,
Deves tê-lo sem nada querer”.


FIM


Clique em download para ter acesso ao conteúdo integral.

Download PDF