Poemas

Silencio da Cruz

O Silêncio da Cruz
Por Celeste Cristal

O Silêncio reina.
O silêncio reina ante o nada, nem pensamentos nem sons.
Assim, o Homem caminha lento e Solitário.
Os pesares do mundo agoniam Seu Ser.
Caminha lento, fragilizado pelo peso da Cruz.
No silêncio e solidão Sua Vida desvanece.
Caminha lento centrado em Si.
A Grande Obra estabelecida na dor.
Nada ouve nem gritos, lamentos, ou súplicas.
Seu ponto final é a Cruz.
Olham compassivos os verdugos deste mundo.
Mas em Seu mundo interior sente a Glória Eterna
e pede Clemência para o opressor.
Perdoa-Lhes Pai.
Em suave respirar o Silêncio se acentua
o Silêncio predomina ante o Grandioso Olhar interior
o mundo exterior silencia seu palpitar.
“O Silêncio da Cruz” ficará gravado em cada ser.
“O Silêncio da Cruz” clama
“Tudo Esta Consumado”.
O Homem que vive “O Silêncio da Cruz”
adquire Força, Vida, Luz, Glória Divina.
O Silêncio Interior é o Caminho Ao
“Silêncio da Cruz”
o Homem é Salvo.


FIM


Clique em download para ter acesso ao conteúdo integral.

Download PDF