Poemas

O Nascimento do Homem Deus

O Nascimento do Homem Deus
Por baruk cruz


A Natureza que faz parte de Deus é aquela que vive e cumpre suas leis
como Ele próprio vivo se faz cumprir nela, obedecendo as por sua vez.
A Palavra sem símbolos e sem sons cria sua Lei de infinita abrangência
porém toda Lei é morta se não a entende e vive nela uma inteligência
e Deus arranca de si a Sabedoria que rege a força que tudo gera e move
dentro e fora de cada partícula e espirito da unidade ao numero nove
seus ritmos, seus ciclos, seus fluxos, influxos, cores e suas verdades
s luz refletida em sua imagem no arco íris da década e suas realidades
E em um ultimo pensamento da criação Deus se vê e concebe o Homem
para criar som e símbolo perfeito aos já ordenados seres de cada nome
e do Senhor jorra de seu centro puro sem cessar uma intensa poesia
e dela cada nome evocado pelo Homem um hino da mais bela melodia
formando o paraíso letra por letra no mesmo momento em que a cria
do calor, da luz, das forças, das cores, da paz, do Amor e da Sabedoria.
Poema – O Nascimento do Homem Deus Sociedade das Ciências Antigas
2
Porém para cada inteligência Deus dá como alma a própria liberdade
e o Homem sonha criar uma poesia ao amor próprio e sua dignidade
então o Homem não se encontra nas letras perdidas, agora sem simetria.
E os sons guturais são gritos sem referencia em descendente harmonia
Descendente até o Fogo
Descendente até o Ar
Descendente até a Agua
Descendente até a Terra
Descende do centro puro de Deus ao seu próprio centro em um cone
e do seu centro continua a se afastar de si mesmo pelo o falso ícone
desenhando em espiral o espelho do primeiro até o lucido inferno
por tirar a vida de sua própria poesia sonhada sem essência no eterno
então Deus chora uma única lagrima de tristeza que desce de sua solidão
outro Filho divino nasce para reparar a Obra e trazer a todos o perdão.
Ele é a própria Palavra sem som e sem símbolo liberta de seu coração
para ser o som e símbolo perfeito em si mesmo das vozes em oração.
Ele é a providência divina criando uma terra sagrada
Ele é a libertação de um povo digno da morada
Ele é seu nome divino a inspirar geração pós-geração
Ele é a voz dos anjos anunciando nos mundos sua Coroação
Ele é a Sabedoria nascida na Virgem de alma forjada pelo fogo
Ele é a profecia do Profeta a preparar lhe o novo povo
Ele é a Esperança Ele é a Fé Ele é o Cristo
Ele é a união perfeita da vontade Divina e da vontade do Homem.
Soem os sinos
Acendam os incensos
Dobrem os joelhos
Empunhem as espadas
A natureza se abriu mais uma vez.
É Natal dentro de nós.


FIM


Clique em download para ter acesso ao conteúdo integral.

Download PDF