Contos

A Harpa Mágica

Em um venerado mosteiro conservava-se uma harpa mágica, da qual, segundo os antigos oráculos,
brotaria uma melodia maravilhosa no dia em que fosse dedilhada por um artista capaz de tocá-la
devidamente.
Atraídos pelo oráculo e com a esperança de se tornar famosos, muitos iam ao santuário, garantiam
que eram grandes harpistas e pediam para que lhes deixassem tentar tocar a harpa mágica. Mas
todos fracassavam, do instrumento só saiam os mais desagradáveis ruídos.
Tanto os monges que viviam no mosteiro como todo o povo do lugar já haviam perdido as
esperanças de que pudesse aparecer alguém capaz de tocar aquele instrumento misterioso quando,
um dia, apresentou-se ali um humilde homem. Era um desconhecido, e ninguém imaginava que
chegaria a conseguir aquilo que tantos músicos célebres haviam fracassado.


Clique em download para ter acesso ao conteúdo integral.

Download PDF