Contos

Sobre Boatos

Há muitos séculos, num mosteiro budista, após a cerimônia noturna, o Monge Abade se retira para
o seu merecido descanso e enquanto tomava calmamente o seu chá, à luz de apenas uma lamparina
de óleo.
Fazendo entreabrir a porta de correr, feita apenas de madeira e papel de arroz, entra um dos monges
instrutores do templo, reverenciando profundamente o mestre.
Indagado pelo Abade sobre o motivo de sua visita a essas altas horas da noite, o monge lhe diz que
o motivo de sua visita é contar ao mestre sobre alguns comentários que estão correndo no templo
sobre um outro mestre instrutor.


Clique em download para ter acesso ao conteúdo integral.

Download PDF