Livros

Louis Claude de Saint-Martin e o Martinismo

Seguidamente confundem-se sob a denominação de Martinistas, os discípulos de Martinez de Pasqually e os de Louis Claude de Saint-Martin. Se bem que as teorias sejam as mesmas, uma diferença profunda separa as duas escolas. A de Martinez, restringiu-se ao plano da Maçonaria Superior, enquanto que a de Saint-Martin estendeu-se aos profanos; a segunda, ainda, recusou-se às práticas e às cerimônias às quais a primeira dava uma importância muito acentuada. É exclusivamente no sentido da doutrina e dos discípulos de Saint-Martin que, as palavras Martinismo e Martinistas, serão empregadas no transcorrer das páginas que se seguem. Assim se fala do Spinozismo de Spinoza, do Bergsonismo de Bergson.

Em particular, a expressão "Ordem Martinista", que será lida uma ou duas vezes, não implica nenhuma referência à Ordem dos Elus-Cohen, fundada por Martinez e que se perpetua até os nossos dias; ela se aplica ao "Círculo Íntimo" dos Amigos de Saint-Martin. Chamará atenção do leitor o grande número de citações de Saint-Martin apresentadas nesta obra. Talvez elas o surpreendam. Entretanto, acreditamos que não nos devemos desculpar por isso. Nosso único desejo é dar do Martinismo a idéia menos infiel possível. Pareceu-nos que os textos se impunham, cada vez que uma paráfrase tentava trair o pensamento do Filósofo Desconhecido.

Veja o conteúdo integral