Livros

O Martinismo: História e Doutrina - Robert Ambelain

Em outras obras, publicadas antes ou após a guerra, nós apresentamos doutrinas esotéricas, com freqüência, bastantes diferentes umas das outras. Em cada oportunidade, publicamo-las com imparcialidade e esmero pela exatidão. Em certas vezes, tomamos tantos cuidados que parecemos inclusive estar defendendo ou promovendo essas doutrinas. Embora com essa atitude tenhamos sido rotulados de diversas formas, ao gosto de certos leitores. E assim, desde o lançamento do nosso livro sobre o Simbolismo das Catedrais que éramos associados autoritariamente a uma das mais temíveis seitas satânicas! Ninguém parece conhecer com precisão o nome e seus princípios, mas não paira dúvida de que se trata da mais pura magia negra. Com nosso estudo sobre a Gnose e os Ophitas, tornamo-nos luciférianos fanáticos; entretanto, os críticos nos fizeram o favor de não nos sobrecarregar com o epíteto (contudo lisonjeiro) de Rosa+Cruz, não obstante o último capítulo que tratava de sua doutrina. Em verdade, nosso amor-próprio foi agradavelmente gratificado.

Agora, publicamos um estudo sobre o Martinismo. Não há dúvida que nos atribuirão a herança espiritual de Martinez de Pasqually, sem esquecer das descrições entusiásticas das cerimônias místicas pelas quais, com nosso orgulho perverso, de submeter às Potências do mal ao nosso império, de evocar as Inteligências celestes e de nos entretermos com elas, até mesmo de tentar, em um sacrílego desafio, invocar aquilo que Martinez de Pasqually, e seu discípulo Louis-Claude de Saint-Martin, denominam de "O Reparador".

Veja o conteúdo integral