Livros

Pequena História da Língua Hebraica


Há muitas formas de escrever a história de uma língua. É possível descrever as modificações que lhe afetaram a pronúncia, a escrita, a gramática, a sintaxe e o vocabulário. Pode-se relatar a história da literatura escrita nessa língua, e caracterizar a linguagem das mais importantes obras de cada época. Pode-se também acompanhar os contatos de uma língua com outras, quer geograficamente vizinhas, quer línguas eruditas e litúrgicas, e descrever as influências por elas exercidas sobre a língua em estudo. Por outro lado, é possível, ainda, pesquisar a influência dessa língua sobre outras e o interesse que despertou, e também enumerar seus pesquisadores mais eminentes e os resultados de seus estudos. A língua hebraica já foi estudada de todos esses ângulos, embora nunca de forma exaustiva.

Este pequeno livro segue por outra trilha. Sua finalidade é estabelecer os laços entre a língua hebraica e o povo judeu em vários períodos, e apreciar a influência das mudanças na vida social judaica sobre o uso e caráter da língua hebraica, e os serviços prestados por ela ao povo em diferentes circunstâncias. A tendência deste livro é sociológica, e se aproxima dos métodos da ciência sócio-lingüística, sem qualquer pretensão de profundidade sociológica ou de desenvolvimento científico dos fatos relatados. Se este livro ajudar os leitores a compreenderem a sobrevivência da língua hebraica através dos longos anos do exílio, e o seu renascimento há pouco menos de cem anos, então terá cumprido sua missão.

Veja o conteúdo integral