Poemas

O Lírio

Pequena suave e subtil figura,
formada de átomos de estrelas,
graciosa com sorriso angelical,
que ante mim ficastes oferecendo-me,
um Lírio de suave matiz azul.


Ao tomá-lo tua mão cristalina,
roçou meu ser sentindo a leveza,
do diáfano e subtil que formava,
tua frágil e delicada figura.


No suave toque pude constatar,
o transporte de Luz que me elevando,
às infinitas dimensões onde o Sol e a Lua,
compartilham amavelmente sua Luz.


A doce voz do mágico encantamento,
disse: Trago-te o Lírio da Paz,
a Paz que transcende a alma encontrando,
em seu centro o fulgurante sorriso da Eternidade.


Celeste Cristal


Clique em download para ter acesso ao conteúdo integral.

Download PDF