Biografias

Santa Maria Petyt

A mãe de Maria Petyt, Anna Folque, era natural de Poperinge e tinha dois filhos, ambos nascidos de um matrimônio anterior. Maria nasceu do segundo matrimônio de Anna Folque com Jan Petyt, um comerciante abastado de Hazebroek. Era a mais velha de seis filhas.

Aos oito anos, quando estava ocasionalmente na casa da avó, foi vítima da varíola que lhe causou várias cicatrizes. Curada, achou-se menos bonita e já não se sentia a filha predileta do pai. A sua piedade também começou a decrescer.

Quando tinha onze anos, foi mandada pelos pais para o convento das freiras em St. Omaers a fim de receber ensino escolar. Depois de ter estado lá por um ano e meio, apareceu a peste e teve que fugir depressa, juntamente com os irmãos e irmãs, para a casa de seu tio na cidade de Poperinge.

Aos dezesseis anos de idade foi mandada para a casa de uma senhora piedosa na cidade de Rijssel. Foi na casa dessa senhora que Maria Petyt teve, pela primeira vez, uma forte experiência religiosa, depois de ter passado, ora por períodos de intensa piedade, ora de exterioridades e coquetismo (elegância em excesso) superficiais.

De volta à Hazebroek, continuou sob a influência dessa experiência e passou por um segundo período de conversão.


Clique em download para ter acesso ao conteúdo integral.

Download PDF