Artigos

A Íntima Amizade com Cristo

Originalmente, o homem foi criado no Paraíso. Havia um propósito de Deus antes de ele ser
quebrado pelo pecado original. O homem foi criado em estado de amizade com Deus, consigo
próprio e com o restante da criação. Foi criado também num estado de santidade e justiça original,
e foi ele mesmo, não Deus, quem pôs fim a esse estado. Refazer aliança de amizade com Deus faz
parte do processo de retorno ao estado original do homem, sendo, portanto, uma forma de santificar
a alma humana e sua relação com o Divino.


Por amor e temor a Deus, deixamo-nos conformar e configurar por Cristo e a Cristo, pela ação do
Espírito Santo, a fim de podermos nos aproximar de Deus. Para cada vez mais nos acercarmos e
saborearmos desta intimidade com Deus, devemos estreitar nossos laços com Cristo. E a amizade
começa pelo conhecimento mútuo, fortalece-se pela convivência diária, intensifica-se pela
confiança e respeito irrestritos, acompanhado por um amor que cresce a cada dia, que faz com que
só desejemos o que for para o maior Bem do amigo e que suas maiores aspirações se realizem.


E qual seria o maior desejo de nosso Amigo Jesus? Será que seu maior desejo também é o nosso? O
maior desejo do Cristo é atrair todas as almas ao Pai, que todas se salvem e possam glorificar o
Criador por meio de suas vidas e obras. É este o nosso maior desejo para conosco e nossos irmãos?
Ou seja, mais do que estar em perfeita consonância com o que pensa (entendimento), devemos estar
em harmonia com o desejo mais profundo (vontade) do amigo, que se expressa por meio do
sentimento e das obras realizadas. Estar em conformidade com Sua Vontade é agradar a Deus
através do cumprimento de Sua Lei e por meio da obra de Caridade. Esta é a Boa Vontade
perfeitíssima que agrada ao Pai. É isso que constitui sermos membros do Corpo Místico de Cristo.
Quanto mais próximos estamos de Seu Coração, mais somos seus amigos e melhor cumprimos Sua
Vontade. Assim, não serei mais eu que vivo, mas Cristo que vive em mim. E como não há vida sem
coração, também não há verdadeira vida em amizade com Deus, sem termos Cristo como o
Coração de todo o nosso pensar, sentir, falar e agir.


Clique em download para ter acesso ao conteúdo integral.

Download PDF