Artigos

O Mestre Philippe de Lyon: Anjo Guardião do Martinismo

Nizier Anthélme, mais conhecido como “Maître Philippe”, veio ao mundo em Rubathier, Loisieux, na Savoie francesa, numa quarta-feira, 25 de Abril de 1849.
Durante a gravidez, sua mãe Maria, tinha visitado Jean Marie-Baptiste Vianney, o santo Cura d’Ars, um homem milagroso que do nada fazia aparecer alimentos que se multiplicavam para socorrer os órfãos, e que materializava água para aliviar a sede de um ser sofredor, que predisse a chegada ao mundo de uma alma muito avançada.
Seus pais, José e Maria, tiveram cinco filhos. Os fenômenos estranhos logo começaram na presença do pequeno Nizier. Já no parto, a mãe, sem sentir a menor dor, cantou e riu enquanto em suas mãos segurava um ramo de louro. Uma grande tempestade desabou no instante da chegada do menino. Depois, uma estrela fugaz sulcou o firmamento, talvez a mesma que foi vista no dia de seu batizado.
O pároco da aldeia se inquietava pelos pequenos “milagres” que se manifestavam na proximidade do pequeno e dizia que esse menino estava mal batizado, pois materializava doces, curava a dor de cabeça apenas com um leve toque nas pessoas e, com cinco anos já trabalhando como pastor traçava um círculo com um ramo no solo ao redor do rebanho, do qual nenhuma ovelha podia sair e tampouco nenhum lobo aproximar-se, símbolo evidente de sua posterior missão como pastor divino.


Clique em download para ter acesso ao conteúdo integral.

Download PDF