Artigos

A Prudência

“Métis, a Prudência, era filha de Oceano e Tétis. Era a reflexão personificada, a sabedoria. Foi a
primeira esposa de Júpiter. Ela deu a Cronos a beberagem que o obrigou a vomitar os jovens
deuses que havia engolido. Mais tarde, grávida, foi engolida pelo esposo, pois Gaia havia previsto
que o próximo filho de Métis destronaria o pai. Diz a lenda que toda a sabedoria de Júpiter vem
dela, que permaneceu em seu seio, aconselhando-o.”
A Virtude
Virtude é o hábito do bem, isto é, disposição estável para agir bem. Opõe-se ao vício, que é o hábito
do mal. É a virtude que faz conhecer e praticar, oportunamente, o que é bom.
Virtudes morais são diretamente ligadas aos costumes - ligam-se a Deus, de modo indireto. Dentre
essas virtudes, destacam-se a Prudência, Justiça, Força e Temperança. Todas as outras virtudes
morais derivam destas quatro. Sem a prática destas virtudes ninguém pode entrar na vida de
perfeição.


Clique em download para ter acesso ao conteúdo integral.

Download PDF