Artigos

O Talmude

A maior parte do povo judeu foi levado ao cativeiro da Babilônia no ano de 586 a.C., quando o
primeiro Templo foi destruído. As demais 11 tribos não judaicas já tinham sido praticamente
aniquiladas um século antes (722 a.C.), pelos assírios, no norte do país. Essa dispersão dos israelitas
repercutiu-se na maneira pela qual se transmitia a Tradição entre os homens, bem como no modo de
revelar o ensinamento religioso entre as massas.
Na comunidade cativa, na Babilônia, destacou-se Ezequiel como grande profeta. Ele manteve acesa
a tradição e, mais do que isso, a retransmitiu de maneira revigorada aos discípulos que reunia em
sua casa. Essa tradição denomina-se Torah, que significa lei, ensinamento, direção.
A Torah designa o corpo das doutrinas judaicas, escritas e orais, retransmitidas desde os primeiros
patriarcas de Israel.
Acredita-se que a instituição da Sinagoga ocorreu no exílio da Babilônia, com o objetivo de reunir
uma nação sem pátria e sem templo. Procurava-se, inicialmente, ler e explicar as escrituras ao povo.
Mais tarde, acrescentaram-se as orações a essas reuniões.


Clique em download para ter acesso ao conteúdo integral.

Download PDF