Objetivos da SCA

Descrevemos abaixo os objetivos da Sociedade das Ciências Antigas e o que se espera dos estudantes.

A SCA não solicita de seus membros nenhum tipo de cotização, nem direitos de entrada, nem qualquer pagamento regular. Tudo o que se espera dos estudantes é um trabalho espiritual sério e verdadeiro.

A busca da Reconciliação espiritual através de Cristo e a união de esforços espirituais para ajudar os iniciantes são a essência do nosso trabalho. A mais alta espiritualidade, a mais intensa submissão à vontade do Céu, as mais ardentes orações ao Ternário Divino jamais devem deixar de acompanhar e de encerrar cada dia das nossas vidas.

Finalmente gostaríamos de lembrar a máxima do nosso Ven. Mestre Louis Claude de Saint Martin: "Permanecemos desconhecidos no mundo para que nossas obras sejam duradouras e perenes".


Sobre o processo de estudo

A SCA agrupa estudantes cristãos que se esforçam para chegar ao "reino do centro" propício à descida do Paracleto enviado por Nosso Senhor Jesus Cristo. Para tanto é fundamental o trabalho de purificação através de diversas tomadas de consciência cujo cumprimento é a realização da Grande Obra e a criação do Corpo Glorioso, tal qual definido por Jacob Boehme e por Louis Claude de Saint Martin.

A purificação visada supõe vontade de perseverança e de perfeição, que pelo esforço contínuo tornará o ser estável e invulnerável. A SCA se dirige, portanto, aos homens e mulheres que realmente desejam conquistar, por seu trabalho interior, os planos superiores do espírito e só está aberta às pessoas que deem provas da capacidade de se direcionar para o caminho da conquista da alma.


Filiação da Sociedade das Ciências Antigas

- Do ponto de vista doutrinário: ela segue a doutrina judaico-cristã.

- Do ponto de vista da filiação: filiação de desejo e filiação histórica - que, pouco a pouco, se formalizou ritualisticamente sob a influência de diversas personalidades, notadamente Jacob Boehme, Louis Claude de Saint Martin, Martinez de Pasqually e Papus.

A SCA integra os caminhos seguidos pelos Mestres do Passado, especialmente:

Jacob Boheme, que apresentou sua doutrina Mística Cristã através de todas as suas obras.

Louis Claude de Saint Martin, que se orientou em direção a um caminho interior pelo silêncio, pela oração e pela contemplação.

Papus, na medida em que ele permitiu o desenvolvimento do Ocultismo ao criar várias Ordens Iniciáticas e na medida em que suas obras contribuíram para a difusão das ciências herméticas.


Concepção do Processo Iniciático

A SCA propõe aos seus membros as duas abordagens: mística e prática, interior e exterior e prepara os verdadeiros buscadores para a Via Real. Neste sentido, os trabalhos da SCA visam duas finalidades práticas precisas:

- Preparar o membro para que ele fique suficientemente alinhado e para que desloque suficientemente seu ponto de convergência para viver conscientemente uma primeira experiência diferenciada do Real (marcando assim uma ruptura com o mundo fenomênico) e realizar um contato com os mais sutis planos de seu ser interior (Anacrise).

- Levar o candidato à Iniciação e a dominar os conceitos teóricos e as práticas tradicionais necessárias à compreensão e à experiência de uma ou de várias vias Reais. Neste sentido, a SCA é, portanto, uma estrutura com função preparatória devendo realizar uma dupla ação, sendo uma "terapêutica" e uma preparação tradicional.

Esta última consiste no estudo das ciências chamadas básicas: Astrologia, hermetismo, mitologia, alquimia, cabala e hebraico. Ao mesmo tempo desenvolve a experiência das técnicas fundamentais (concentração, meditação, ascese e rituais) a fim de possibilitar ao estudante experimentar, por si próprio, os princípios em ação e sentir o que melhor lhe corresponde.

Muitíssimas pessoas ainda acreditam na imagem de uma espiritualidade difusa e encantadora, e tomando seus desejos pela realidade acreditam que a iniciação é mais - mais beleza, mais harmonia - enquanto a iniciação é menos - menos identificação, menos ilusão. Não se deve confundir a dimensão religiosa, muitas vezes necessária como primeira aproximação (aspiração a ser unido novamente ao divino, a ser salvo por um Deus exterior ou a se dissolver na Infinidade) com uma aproximação iniciática que se baseia no recuo até o eixo, até o centro do ser.

A filosofia do Ocultismo e da busca iniciática, permite compreender por que a SCA acha por bem privilegiar:

- Um processo ativo do candidato (adesão às pesquisas, realização de trabalhos etc).

- A Prática Iniciática que permite, através da experiência pessoal, integrar de maneira viva os conceitos e desenvolver a competência iniciática necessária à busca.

A experiência é necessária, mas não se trata de multiplicar as práticas, trata-se de praticar efetivamente como uma ascese o que é coerente com o objetivo, com o despertar. As técnicas básicas (orações, exercícios e meditações) são fundamentais. Este conjunto de técnicas tem por objetivo a presença a si mesmo, permitindo calar o diálogo interior e estabelecer o poder do silêncio. Devem ser praticadas, assim como os outros exercícios, com regularidade durante um tempo suficientemente longo, sem procurar atingir nada específico. A regularidade da prática, o equilíbrio e o verdadeiro querer são os fatores que facilitam o estado de objetividade e que constituem as qualidades fundamentais do Homem de Desejo.

Portanto, a SCA é um espaço livre de pesquisa e de prática resolutamente orientado para um único objetivo: o despertar. O membro da SCA deve escolher uma via, um estado de espírito, um caminho que o leve ao centro de seu ser. O caminho da Reintegração é longo e difícil. Para atingir o objetivo, além de certa Graça Divina o estudante deve ter consciência do objetivo, identificar a Matéria Prima, encontrar os instrumentos, depois agir e criar sua própria via. Tal é a obra do Artista.

Descobrir a Arte e experimentá-la, tal é a razão de ser da SCA.

"PURIFICAI-VOS, PEDI, RECEBEI E AGI.
TODA A OBRA ESTÁ NESSES QUATROS TEMPOS."

Louis Claude de Saint Martin

Sociedade das Ciências Antigas

Presidente