A Obra de Stanislas de Guaita do Ponto de Vista Oculto – Sedir

Martinismo e Tradição Martinista

Não é sem um sentimento de apreensão que, para satisfazer o desejo do Dr. Papus, empreendo-me em escrever estas páginas, por demais insuficientes, à memória de um dos meus primeiros mestres e de um dos meus mais caros amigos. Distante de mim a pretensão de querer julgar a obra imponente do pensador, o edifício perfeitamente belo – ainda que a morte viesse deter a sua realização – erigido à glória da Tradição Ocidental; eu não sou mais do que o menor dos servidores de uma falange de espíritos admiráveis, dos quais a Providência me concede diariamente como exemplo da ciência e da santidade: eu não sei por conseguinte nada que Ela não tenha me feito saber pela sua boca, e, se estas páginas puderem ajudar aos sinceros buscadores a melhor compreender o pensamento de Stanislas de Guaita, será graças aos fragmentos que pude reter das lições deste apóstolo, entre os primeiros dos quais ele esteve, segundo a ciência e a antiguidade.

Don`t copy text!