A Obra de Stanislas de Guaita

Martinismo e Tradição Martinista

O Marquês Marie Victor Stanislas de Guaita nasceu em 6 de abril de 1861 em Alteville, perto de Nancy, na Lorraine Francesa, as 5 horas da manhã (48º 50′ de L.N. e 4º 20′ de L.O.). Era filho de François Paul de Guaita e de Marie Amélie de Guaita. Seu pai provinha de uma antiga família de origem germânica, vinda da Itália no reino de Carlos Magno. Seus antepassados foram homens de guerra, religiosos e poetas. Em 1715, o tataravô de Stanislas de Guaita estabeleceu-se em Frankfurt, casando-se com uma jovem alemã. Durante o império Napoleônico, o avô de Guaita alistou-se no exército Francês e adquiriu a nacionalidade francesa. O pai do ocultista fixou-se em Alteville, onde nasceu o Mestre. A família de sua mãe era de descendência francesa.

Os autores que escreveram sobre Stanislas de Guaita não chegaram a fornecer muitos dados sobre a sua vida iniciática. Aprofundaram-se apenas na doutrina que ele próprio expôs em seus livros; os dados sobre sua vida particular, que poderiam interessar a todos aqueles que o admiram através de sua obra, referem-se apenas a aspectos exteriores. Apenas sua correspondência com Joséphin Peladan deixa entrever a natureza oculta e séria de seus trabalhos iniciáticos.

Don`t copy text!