A Purificação

Contos

Um jovem monge, que vivia num mosteiro no deserto, sentindo-se pouco inteligente e incapaz de guardar os ensinamentos espirituais recebidos, procurou o seu mestre e disse-lhe:

– Mestre, grave desgosto me acabrunha. Apesar dos esforços constantes que faço, não chego a conservar na memória, durante muito tempo, as instruções que, para boa conduta na vida, recebo dos mestres. Vão, também, para o esquecimento, os trechos mais belos que leio, diariamente, nos Santos Evangelhos!

O Mestre, que tinha em sua cela dois cântaros vazios, disse-lhe:

– Meu filho, toma um daqueles cântaros; joga-lhe um pouco d’água; lava-o depois cuidadosamente; enxuga-o com teu próprio hábito e deixa-o ficar no lugar em que está.

Don`t copy text!