Abraão Abulafia e a Doutrina da Kabala

Cabala e Tradição Judaica

A partir do ano de 1.200, os cabalistas começaram a surgir como um grupo místico à parte, o qual, embora numericamente ainda inexpressivo, obtivera já destaques consideráveis em muitas partes da Espanha e no Sul da França. As principais tendências do novo movimento são claramente definidas, e o estudioso pode sem dificuldade traçar seu desenvolvimento, desde os primeiros momentos por volta de 1.200 até a Idade de Ouro da Kabalah na Espanha, ao final do século XIII e inicio do XIV.

Uma extensa literatura preservou o essencial do pensamento e das personalidades que dominavam o novo misticismo, o qual durante cinco ou seis gerações deveria exercer uma influência cada vez mais ampla sobre a vida judaica. Alguns das cabeças exponenciais se apresentam apenas levemente esboçados, e não há dados suficientes para obter um retrato claro de cada um deles; mas a pesquisa dos últimos trinta anos trouxe uma espantosa colheita de fatos reveladores. Tampouco deve-se esquecer que cada uma das figuras principais oferece uma fisionomia espiritual tão claramente definida, que está excluída a possibilidade de haver uma vaga idéia, capaz de levar à confusão de identidades. As mesmas linhas nítidas de demarcação aplicam-se também às tendências, cada uma das quais pode ser distinguida tanto pela terminologia quanto, pela nuança própria a seu pensamento místico.

Don`t copy text!