Breve Histórico Sobre o Martinismo no Brasil

Martinismo e Tradição Martinista

Até os dias de hoje, muito pouco, ou quase nada, foi escrito sobre a historia do desenvolvimento do Martinismo no Brasil. Apenas alguns fragmentos, aqui e acolá, nas velhas bibliotecas particulares de uns raros iniciados ou contada de boca-a-ouvido. Reconstituir essa história é uma tarefa difícil e demorada na qual nos empenhamos, sabendo desde já que uma grande nebulosa cobre o passado das Sociedades Secretas.

Logo após a grande expansão do Martinismo no mundo, dada por Gerard Encausse – PAPUS, encontramos registros de uma primeira Delegação Nacional para o Brasil, através de uma Carta Patente nº 141, dada pelo próprio Papus, em 1904, a um de seus Iniciados: Dario Velozo.

O poeta, filósofo e professor Dario Velozo, de nome simbólico APOLÔNIO, nascido em 26 de Novembro de 1869, desenvolveu na cidade de Curitiba um trabalho pioneiro mas efêmero de divulgação do Martinismo, tendo se dedicado principalmente ao seu “Instituto Neopitagórico”, instituição iniciática ainda existente que se dedica aos estudos filosóficos nos moldes dos antigos gregos.

Don`t copy text!