Os Salmos e a Tradição Iniciática

Cristianismo

Apesar de alguns Iniciados famosos possuírem, sem dúvida alguma, concepções bem amplas e verdadeiramente filosóficas sobre Deus, como um ser impessoal e absoluto, (Pitágoras, Iamblico, Plotino, Paracelsus, Pasqually, Claude de Saint-Martin, Eliphas Levi, Papus, Philipe de Lyon, etc.), a maioria ainda tem idéias mais antropomórficas a respeito do Todo-Poderoso. A questão é: qualquer que seja a concepção de alguém a respeito de Deus, esta não é um obstáculo à realização da Iniciação.

Tampouco deveria ficar muito orgulhoso se, em sua imaginação, ele concebe Deus como um ser abstrato, livre de qualquer atributo e absolutamente perfeito; nem deveria ele ficar embaraçado se não puder elevar a sua mente além do conceito de um Pai imensamente poderoso e piedoso no céu, que é cheio de bondade e que graciosamente digna-se a ouvir a sua adoração simplória, mas sincera. 

Que seja novamente afirmado que, qualquer que seja a concepção intelectual do Poder Supremo, ela não tem nenhum papel decisivo no sucesso de um ritual ou de uma prática qualquer.

Don`t copy text!