São João de Deus

Santos(as)

Nascer no final do século XV, três anos após a descoberta do “Novo mundo” significava absorver, desde a primeira infância, o gosto e a ansiedade pela aventura que caracterizava esse século inteiro. Ainda mais nascendo em Portugal, terra de grandes navegantes: de Bartolomeu Dias que, em 1486 descobrira o “Cabo das Tempestades” e depois o “Cabo de Boa Esperança”; de Vasco de Gama que em 1497 por duas vezes fez a volta do Cabo e chegou até Calcutá; de Pedro Álvares Cabral que em 1500 descobriu o Brasil; de Magellano que em 1520 chegou ao Grande Estreito, para entrar no oceano Pacífico e circunavegar o globo…

Dois anos antes da partida de Vasco da Gama para a Índia, nascia em Montemor-o-Novo, Alentejo, um outro grande herói de seu nome, João. Este nasceu no dia 8 de março de 1495, na Rua Verde, numa habitação modesta, de gente humilde e honrada, como João Cidade Duarte. Seria difícil para ele poder sonhar com aventuras, pois o pai era apenas um pequeno vendedor ambulante de frutas. 

Não se sabe quase nada da infância de João, até que aos oito anos ele ouviu de um viajante em visita, sobre as aventuras que o poderiam esperar, nesse ano de 1503, na descoberta de novos mundos. Nessa mesma noite fugiu de casa para viajar com o forasteiro e o certo é que os pais não conseguiram achar seu rastro. Assim, o pequeno viaja a pé até Madrid junto a mendigos, saltimbancos, ilusionistas, mendigando para poder comer. Nas proximidades de Toledo ele adoeceu e o viandante deixou-o aos cuidados de um homem de bom coração: Francisco Majoral, administrador dos rebanhos do Conde de Oropesa, pessoa conhecida pelas suas virtudes e pela sua caridade.

Don`t copy text!